Tratamento para Dependentes Químicos

Você não sabe como ajudar um dependente químico, seja um membro de sua família ou um amigo?

Particularmente nesse período, o isolamento e o distanciamento físicos provocam fortes tensões, sendo muito difícil conversar.

Além disso, a maioria dos dependentes não se dá conta que têm um problema e por isso não buscam ajuda.

Isso é o mesmo que acontece quando propomos um tratamento para dependência química, pois geralmente as pessoas não aceitam.

Você pode ter uma conversa franca com a pessoa para que ela saiba que você constatou um problema, e que é prejudicial continuar a viver dessa maneira.

Nesse artigo, você vai aprender maneiras eficazes de ajudar alguém próximo a se livrar do vício.

Quais as consequências da dependência química?

Antes de saber como ajudar um dependente químico, você sabia que além do sofrimento dos dependentes, suas famílias e amigos sofrem também?

Por exemplo, pais de dependentes têm um risco maior de sofrer de problemas psicológicos, principalmente depressão e ansiedade.

Também filhos de um pai que é dependente, desenvolvem com mais frequência problemas de saúde mental e déficits cognitivos, assim como problemas de comportamento e dificuldades na escola.

São igualmente mais suscetíveis de desenvolver problemas ligados ao consumo de substâncias, sendo muitas vezes necessário recorrer a uma clínica de recuperação para se tratar.

O dependente deve ser confrontado com suas responsabilidades e levado a assumir todas as consequências de seus atos e do seu consumo abusivo.

Como ajudar um dependente químico?

Primeiramente, ao falar com alguém que é dependente, a chave é escutar sem julgar, com empatia e respeito.

É importante que ele se sinta ouvido e que seu sofrimento seja entendido, e que ele compreenda que você só quer o melhor para ele porque você o ama.

Lembre-se que a vergonha, o medo, a dor, a impotência, o remorso e o desespero fazem parte dessa dependência, e é seu papel é fazer com que o dependente químico se sinta conectado, amado e apoiado.

Separamos algumas ideias que funcionam muito nesse momento:

  • Você deve fazer com que ele tome consciência do mal que a dependência causa, e mostrar as vantagens de largar o vício ou mesmo diminuir o consumo;
  • Às vezes, ele pode negar que há um problema, e a dica é lhe dizer que é ele quem decide mudar ou não, ninguém pode tomar a decisão no seu lugar;
  • Lembre que você está lá para o que ele precisar e vai dar todo o apoio ao longo de todo o tratamento para alcoolismo;
  • Não impor, propor ou sugerir soluções prontas, mesmo se pareçam as melhores.

Muitas vezes, é necessário que você busque ajuda para si mesmo, uma vez que conviver com um dependente químico pode adoecer toda a família.

Assim, pode ser útil buscar ajuda profissional para aprender a lidar com a situação.

Vale a pena ajudar um dependente químico?

Claro que vale a pena ajudar um dependente químico, mas é importante que você não se sinta culpado se não conseguir.

Agora, dependendo da dependência, é crucial buscar ajuda de um profissional habilitado, e assim, dar as orientações de como agir.

Muitas vezes, a internação será necessária, especialmente nos casos onde a vida do dependente está em risco.

Por isso, não hesite e procure ajuda o mais rapidamente possível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *