Clínica de reabilitação

É importante estar atento aos sinais de crise de ansiedade, e dependendo da intensidade e frequência, o melhor a fazer é procurar uma ajuda profissional.

Obviamente, as pessoas podem se sentir ansiosas ao longo da vida. Isso é absolutamente normal!

A questão é quando essas crises se tornam mais frequentes e começam a impactar a vida pessoal e profissional.

Para você entender melhor o que é uma crise da ansiedade, o que causa e aprender a identificar os sinais, reunimos aqui as principais informações!

O que é uma crise de ansiedade?

A crise perigosa da ansiedade se traduz por uma situação de mal estar, medo, uma sensação de que algo ruim está prestes a acontecer, dificuldade para respirar…

Quando isso se torna mais intenso e frequente, vem acompanhado de sintomas físicos variados, que são sinais de crise de ansiedade.

Durante a crise, a pessoa tem a sensação de não conseguir controlar a situação.

Quando o episódio é isolado, chamamos de ansiedade aguda, porém, quando a crise se repete, é um ataque de pânico.

Quais as causas?

Geralmente, a crise de ansiedade ocorre em pessoas mais vulneráveis às circunstâncias do ambiente e ao estresse.

Os sinais de ansiedade podem surgir de forma espontânea, mas também após um fator desencadeante como:

  • Um estresse intenso;
  • Após um período de fadiga ou problema emocional;
  • Uso de produtos tóxicos ou estimulantes;
  • Uso de certos medicamentos;
  • Abstinência de certas substâncias como álcool, opiláceos, etc.

Por exemplo, durante o tratamento para alcoolismo, é necessário estar atento aos sintomas de uma possível crise de ansiedade, de forma a não interferir na recuperação.

Sinais da crise da ansiedade como identificar?

Apenas para você saber, a duração de uma crise perigosa de ansiedade pode durar de alguns minutos a uma hora, em média, de 20 a 30 minutos.

Os sinais da ansiedade são diversos:

  • Dores no peito;
  • Medo de perda da razão e controle de si mesmo;
  • Calorões;
  • Sensação de sufocamento;
  • Palpitação;
  • Náuseas e vômitos;
  • Sensação de vertigem;
  • Taquicardia;
  • Tremores;
  • Dor de cabeça;
  • Medo sem motivo.

Esses sintomas aumentam a ansiedade da pessoa, que pode assim ter reações diferentes, como fuga do lugar, agitação descontrolada, pedido de ajuda ou mesmo uma espécie de paralisia.

Muitos desses sintomas também ocorrem em pacientes em tratamento para dependência química, especialmente no momento de abstinência.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico não é muito fácil, em razão de alguns sinais do problema da ansiedade lembrarem os sintomas de um ataque cardíaco.

Muitas vezes, durante um ataque de ansiedade, a pessoa acaba recorrendo a um serviço de emergência porque acha que está morrendo, e, na verdade, não tem nenhum problema físico.

Por exemplo, é comum em uma clínica de recuperação, os pacientes apresentarem sintomas de ansiedade, onde a equipe médica vai avaliar para descartar qualquer doença cardíaca.

Por isso, é essencial que o diagnóstico seja feito por um profissional habilitado, caso contrário, a pessoa pode levar até anos para receber o diagnóstico de crise de ansiedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *